Publicado projeto de revolucionário computador quântico
Fevereiro 20, 2017
Fisco vai apertar a malha ao comércio online e às obras
Março 13, 2017

Snapchat estreia-se em bolsa a valorizar 40%

O primeiro dia em bolsa está a correr bem melhor ao Snapchat do que correu ao Facebook, por exemplo.

Conforme anunciado anteriormente por responsáveis pelo Snapchat, a Snap Inc, empresa responsável pela aplicação, estreou-se hoje na bolsa de valores de Nova Iorque.

Com uma valor inicial estipulado entre os 17 dólares por acção e um valor de fecho por título a situar-se nos 24$, a Snap Inc proporcionou uma subida incrível, a rondar os 40%, no seu primeiro dia em bolsa.

A Oferta Publica Inicial levada a cabo pela Snap Inc que contemplava a venda de 200 milhões de acções, representando 3,4 mil milhões de dólares numa avaliação global da empresa de cerca de 19 mil milhões de dólares, teve uma procura dez vezes superior à oferta prevista, fazendo o valor da Snap Inc disparar para perto dos 30 mil milhões de dólares.

Evan Spiegel e Bobby Murphy aproveitaram a operação para arrecadar 272 milhões de dólares ao colocarem neste bolo 16 milhões de acções cada um.

Esta é a primeira entrada nos mercados levada a cabo por uma tecnológica em 2017 e a maior operação do género desde a que envolveu o Twitter em 2013. Para se ter noção do excelente resultado da Snap Inc no seu primeiro dia de mercados diga-se, por exemplo, que o seu desempenho foi superior tanto ao do Twitter como ao do Facebook. Apesar de no global se tratar de uma empresa mais pequena e com um menor número de utilizadores, a confiança dos investidores fez a empresa valorizar cerca de 35 vezes o valor das suas receitas estimadas para este ano quando no Facebook este multiplicador é apenas 10,5.

Os resultados tão positivos não deixam de ser surpreendentes e reveladores da confiança nos mercados no génio de Evan Spiegel, de apenas 26 anos, e na sua companhia, num momento em que a aplicação Snapchat passa por tempos complicados depois das recentes inovações dos seus concorrentes.

Fonte: Shifter.pt

Facebook
SuporteFacebookTwitter